DATATHON DE MOBILIDADE URBANA 2024

O que é o Datathon de Mobilidade Urbana? 

Assegurar diretrizes integradas, sustentáveis e acessíveis de mobilidade é um dos desafios centrais do desenvolvimento urbano nos dias atuais. No Brasil, a Lei 12.587/12, que instituiu a Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU), foi um importante marco em direção à garantia de um planejamento de mobilidade urbana que forneça aos cidadãos o amplo acesso às cidades, com qualidade de vida e desenvolvimento econômico.

Buscando aliar os objetivos de aprimoramento da mobilidade urbana nacional com a capacidade de inovação proveniente do uso de técnicas e ferramentas de ciência de dados, a Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana (SEMOB) do Ministério das Cidades (MCID), em parceria com a Plataforma de Ciência de Dados aplicada à Saúde (PCDaS), iniciativa do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), lançam o DATATHON DE MOBILIDADE URBANA 2024.  

O Datathon é uma iniciativa de inovação aberta no formato de competição que visa reunir estudantes e especialistas em ciência de dados de qualquer área do conhecimento para desenvolverem soluções baseadas em análise de bases de dados públicas. Nesta edição, um total de R$ 77.000 reais serão distribuídos entre as três melhores submissões.  

Os participantes poderão competir individualmente ou em equipe de até cinco pessoas, e deverão escolher um dos desafios a seguir:

Desafio 1

Análise dos empreendimentos em mobilidade urbana da Carteira de Empreendimentos da MCID/SEMOB e sua correlação no território com os indicadores de mortos e feridos no trânsito mantidos pelo Atlas da Violência, considerando o tipo de programa do empreendimento.

Desafio 2

Integração da Carteira de Empreendimentos MCID/SEMOB com a base de frotas de veículos mantida pelo Senatran para análise do impacto de empreendimentos de mobilidade urbana no território, considerando o aumento/diminuição das internações causadas por acidentes de trânsito registradas no Sistema de Informações Hospitalares do SUS.

Solução esperada 

A solução deverá ser desenvolvida utilizando técnicas de análise e ciência de dados na linguagem Python. Dentro deste escopo, as pessoas competidoras são livres para utilizar as técnicas que melhor julgarem que soluciona a proposta de desafio escolhida.

As propostas enviadas serão avaliadas conforme critérios como inovação e criatividade, potencial de aplicabilidade e contribuição da solução para a SEMOB e contribuição para a gestão em mobilidade urbana. A organização e boa documentação do código também serão fatores considerados. 

Premiação 

Serão premiadas as três melhores propostas, totalizando R$ 77.000. 

1º lugar

R$ 50.000

2º lugar

R$ 20.000

3º lugar

R$ 7.000

Quem pode participar 

A participação é restrita a pessoas físicas residentes no Brasil e maiores de 18 anos. Os participantes podem ser oriundos de qualquer área de formação e estar ou não empregados em instituições públicas, empresas ou entidades privadas sem fins lucrativos.  

O modelo de participação pode ser individual ou em equipe de até 5 pessoas, e todas devem seguir os critérios acima mencionados. As equipes devem escolher um(a) líder, que será o ponto de contato com a comissão organizadora, desde a inscrição até o pagamento da premiação, caso sejam os responsáveis por uma das três propostas vencedoras.

Cronograma

06/05 - Abertura das inscrições

13/05 (13h) - Live "tira-dúvidas"

Acesse a gravação

13/05 - Encerramento das inscrições

14/05 - Divulgação dos aprovados por e-mail

07/06 - Prazo final para submissão das soluções

05/07 - Live de divulgação do resultado

Regulamento e envio da solução

Inscrições encerradas! 

Recebemos um número alto de inscrições e agradecemos a todos que demonstraram interesse em participar. Devido à limitação de 30 vagas, não foi possível que todos os inscritos seguissem na competição. Agradecemos a compreensão.

Clique em “ENVIE A SOLUÇÃO” para preencher o formulário com os materiais que serão avaliados pela banca. Prazo para envio: 07/06/2024.

Bases de dados

Bases de dados recomendadas:

Bases complementares:

Quem está propondo este desafio

A SEMOB é a unidade do Ministério das Cidades – Governo Federal – que faz a gestão da Política Nacional de Mobilidade Urbana, disponibilizando e monitorando recursos federais para o financiamento de planos, projetos e obras de infraestrutura de mobilidade urbana em todos os municípios do Brasil, além de ações de capacitação e assistência técnica aos gestores municipais e estaduais para o planejamento e gestão da mobilidade urbana local. 

A PCDaS é uma iniciativa do Laboratório de Informação em Saúde (Lis) do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC). Tem como objetivo principal disponibilizar serviços tecnológicos e computação científica para armazenamento, gestão e análise de grandes quantidades de dados para pesquisadores, docentes e discentes de instituições de ensino e pesquisa. 

O Atlas da Violência é um portal que reúne, organiza e disponibiliza informações sobre violência no Brasil, bem como reúne publicações do Ipea sobre violência e segurança pública. É gerido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) com a colaboração do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). 

Contato

Dúvidas? Entre em contato pelo email pcdas@fiocruz.br